Colabora com a liberdade pela sua identidade contribui para a tua

Posted: 30 de Abril de 2010 by Belmiro Pimentel in Uncategorized
Pedido a circular na net:

Kiana Sirouz

O pedido de asilo na Grã-Bretanha da activista lésbica iraniana Kiana  Firouz foi negado. Se regressar ao Irão Kiana será seguramente condenada à morte, por ser lésbica, pela realização do documentário sobre a vida das lésbicas no Irão e também pela participação em cenas de amor lésbico no documentário sobre a sua vida, “Cul de Sac”.

O Irão é um dos países que prevê na sua legislação a aplicação da pena de morte a pessoas, seres humanos como qualquer outro, que pratiquem actos homossexuais, ainda que de forma consciente. Aliás tem uma política claramente fechada a tudo quanto se relacione com a identidade de género. 

A SABER:

A homossexualidade no Irão, é tratada de acordo com a lei islâmica, é um pecado aos olhos de Deus e um crime para a sociedade. Em geral, a homossexualidade no Islão está entre os piores pecados que se pode imaginar. A punição para o lesbianismo com pessoas adultas, não inimputáveis e praticado com consentimento entre parceiras, é de 100 chibatadas. Se o acto é repetido três vezes, a punição é aplicada por cada vez que é repetido, a pena de morte será aplicada na quarta vez.

A minha assinatura tem o registo “4062”, contribui também com a tua, perde dois segundos por uma vida humana que está em jogo.

Assina a petição on-line em www.petitiononline.com/kianaf/petition-sign.html para apoiar a sua luta e divulga para que o recurso de Kiana seja considerado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s